FANDOM


Content pic

Monsenhor Timothy Howard é diretor do sanatório Briarclifd Manor durante a maior parte da história, em que ele é Monsenhor. Ele é um personagem em Asylum interpretado por Joseph Fiennes. Na época de sua morte, ele já havia ascendido para o título de "Vossa Eminência, Cardeal Timothy Howard, Arcebispo de Nova Iorque".

Interpretado por 

Joseph Fiennes

1ª Aparição 

Welcome to Briarcliff

Última Aparição

Madness Ends

Causa da Morte

Suicídio

Profissão

Padre e diretor de Briarcliff / Cardeal de NY

Relação

Irmã Jude


Dr. Arden


História

Ele é ambicioso e tem aspirações de se tornar um bispo da arquidiocese, e pretende manter a Irmã Jude a seu lado. Ele foi fundamental, ao lado do Dr. Thredson, no exorcismo e morte resultante de Jed Potter, especialmente depois que o padre Malaquias foi incapacitado pelo poder do demônio. Ele confronta Irmã Jude a respeito de sua embriaguez relatada durante a tempestade, sugerindo que isto pode estar por trás dela das suas "infundadas" acusações contra o Dr. Arden. Na realidade, por motivos ambiciosos, ele está em conluio com Arden, tanto defendendo-o e advertindo-o das suspeitas das invasões da lei e da Irmã Jude. Ele, no entanto, desconhece a verdadeira natureza dos experimentos de Arden. Isso mudou depois de seu encontro com Shelly horrivelmente mutada em um hospital local. Enojado com os efeitos da mutação de Arden em Shelly, o cientista deixa de ser um farol de esperança e passa a ser um monstro aos olhos do Monsenhor. Apesar da súbita mudança em seu coração, o Monsenhor é adverdido por Arden que o lembra que ele permitiu que as mutações fossem realizadas, o tornando cúmplice.

Irmã Jude passa por uma série de eventos infelizes e, finalmente, encontra-se na mais precária das situações difíceis. Depois de sobreviver a um encontro quase mortal com Leigh Emerson, Jude acorda amarrada a uma cama e Timothy, sentado ao seu lado, diz com tristeza, o que ele foi manipulado para acreditar, os crimes de Jude. Ele tira o título de Irmã Jude e anuncia que ela agora é uma prisioneira permanente em Briarcliff.

Timothy visita Leigh no santuário. O assassino em massa, aparentemente, arrependido e inofensivo, leva o monsenhor a considerar redimir o homem caído. Leigh convence-o de sua dedicação a viver no caminho certo e Timothy concorda em batizá-lo para inaugurar o renascimento de Leigh. Após o batismo, Leigh revela suas verdadeiras intenções quando ele rapidamente agarra Timothy e força sua cabeça debaixo d'água, mantendo-o lá até que ele esteja inconsciente. Ele termina crucificando o monsenhor em uma cruz no santuário, deixando-o lá para morrer. Shachath aparece antes e o padre, morrendo, pede para ela levá-lo. O anjo lhe revela que o diabo reside dentro da Irmã Mary Eunice e que é seu dever colocar um fim nisso.

Ele volta para o sanatório e é atendido, respeitosamente, por Mary. Em cada encontro Timothy é visivelmente nervoso de estar em sua presença. É quando ela está cuidando de seus ferimentos distraída por suas próprias divagações que Timothy Howard rapidamente agarra a irmã e coloca seu rosário em sua testa e tenta exorcizá-la. A manobra ousada apenas distraiu ligeiramente o demônio que rapidamente ignorou o monsenhor, fazendo-o voar de volta para sua cama. Seu corpo preso e os braços estendidos em ambos os lados, mais uma vez crucificado, forçado a essa posição por força invisível, Timothy encontra-se à mercê da Irmã Mary Eunice. Ela se despe e se aproxima lentamente de Timothy, a medida que provoca e brinca com o sacerdote, ignorando seus pedidos para ela parar. No final, ela estupra ele, uma violação absoluta para um homem de tal estatura.

Timothy visita Jude, que está em um estado mental critico, soluçando por ter sua virtude roubada e pede sua ajuda. Ela diz a ele que ele tem que matar Mary Eunice. O monsenhor retorna ao escritório de Mary e reza até que ele seja novamente confrontado pelo demônio. Mary o provoca com seu corpo novamente, ele rejeita. Ela, então, promete cumprir as suas ambições e seu plano que inclui o Vaticano e ele como papa. Timothy tem seus olhos arregalados com a proposta, mas, agarrando-se à sua virtude, ele recusa. Mary Eunice sai para o patamar da escada de Briarcliff e repreende Timothy enquanto se afasta. Timothy retruca e lembra o demônio que ele sente a verdadeira Mary Eunice e vai expulsa-lo dela. Com isso, Mary ataca e agarra o monsenhor pelos ombros e o prende contra o corrimão da escada. O demônio promete omitir ao padre de quaisquer planos para o futuro e também garante que vai erradicar qualquer resto da alma de Mary. Com isso, a real Irmã Mary Eunice se solta e grita para o monsenhor. Ela está cansada e já não pode lutar contra o demônio, ela está pronta para desistir. Timothy diz a ela suavemente para desistir então, ela concorda, e rapidamente ele agarra Mary e atira-a sobre o corrimão. Ela cai para sua morte, efetivamente matando tanto a freira e o demônio dentro dela.

Timothy e duas freiras aparecem na sala comum, onde estão Thomas, Kit, e Grace. Timothy leva Thomas, querendo colocá-lo em um orfanato, pois acha que Kit e Grace não estão em condições de criar uma criança, uma vez que os dois são pacientes em Briarcliff. Timothy lê o artigo publicado de Lana, que diz que ele é especialmente culpado por permitir que Bloody Face trabalhasse em Briarcliff, e percebe que Briarcliff está sendo ameaçado. Jude aparece a Timothy na sala comum, dizendo como é irônico que sua virtude foi roubada pelo diabo, e continua a desafiá-lo, até Timothy ordena que ela seja ser levada para a solitária. Quando Kit é liberado, ele pede seu bebê de volta e que Grace seja liberada também. Timothy se recusa inicialmente, mas Kit diz que Graça ainda está oficialmente dada como morta por Arden, então ele não tem que mentir e Kit não tem que dizer a verdade sobre Briarcliff e força Timothy a liberar Grace e seu filho, além do próprio Kit. Lana e dois policiais entram em seu escritório com uma ordem judicial querendo falar com Jude. Timothy diz que Jude cometeu suicídio, e ainda mostra-lhes um atestado de óbito. No entanto, é revelado que foi forjado e Jude foi enviada para a solitária com um novo nome e ainda está viva, a fim de salvar Briarcliff. Howard interrompe um jogo de Candyland, dizendo à Jude (rebatizada de "Betty Drake") que ela será liberada, assim como ele será promovido a cardeal de Nova York, e a crueldade tem que acabar. Jude pede para ver o Cardeal Howard, e percebe que ela foi presa por 2 anos e meio desde a transição e que Pepper tem sido uma alucinação desde a morte dela (na mesma época).

Durante a entrevista de Lana nos dias de hoje, ela revela que realizou uma exposição, do Cardeal Howard e Dr. Arden, que expôs o conhecimento de Howard sobre os experimentos humanos de Arden, enquanto era médico em Briarcliff. O Cardeal nega os maus tratos na câmera, é vai embora em seu carro. Mais tarde, o Cardeal comete suicídio cortando seus pulsos em uma banheira.


Curiosidades

  • O sobrenome original do personagem era O'Hara, o mesmo que Moira O'Hara. Mas seu sobrenome verdadeiro é Howard, o mesmo de Billie Dean Howard, em Murder House.
  • É o primeiro personagem chamado Timothy em American Horror Story; o secundo é Timothy Campbell, em Apocalypse.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.